Buscar

Iridologia: o que seus olhos revelam sobre sua saúde e emoções?

Oi! Está tudo bem?” É provável que você já tenha feito esta pergunta para alguém após notar uma certa tristeza no olhar dela. De fato, nossos olhos podem revelar emoções bastante profundas. Mas o que muitas pessoas não sabem é que eles podem ser bem mais que “janelas da alma”. É o que a iridologia se propõe a estudar!


Nossas íris revelam aspectos importantes sobre o que se passa em nosso interior. E essas revelações vão além de sentimentos, viu? A partir de uma análise cuidadosa, é possível verificar até mesmo o estado geral de saúde de uma pessoa. Ou, ainda, padrões comportamentais.

Mas, Luisa, como isso é possível?


Quer entender como funciona a iridologia e de que forma você pode se beneficiar desta ferramenta? Então continue aqui comigo!



O que é iridologia?


A iridologia é uma ferramenta utilizada para detectar disfunções físicas ou psíquicas a partir da observação do olho de uma pessoa. A técnica milenar permite identificar tanto alterações já instaladas, quanto a predisposição para que outras desarmonias se desenvolvam.


Talvez esta seja uma das maiores riquezas da iridologia: seu caráter preventivo. Mas este é um assunto para um próximo tópico!


Ah! Não para por aí! A iridologia consegue identificar até mesmo aspectos comportamentais e heranças genéticas, como também veremos adiante. Incrível, né?


Hipócrates, considerado pai da medicina, já dizia: “tal são os olhos, tal é o corpo”. A iridologia parte deste mesmo princípio. Ela se baseia na observação da estrutura ocular, em especial, da íris, da esclera e da pupila. Ou seja, das partes colorida, branca e preta dos olhos, respectivamente!


Mais que observar, a iridologia estuda a relação entre esses componentes oculares e as alterações que afetam nosso organismo ao longo da vida. A partir daí, revela importantes aspectos a respeito de nossa saúde física e mental.


O que os olhos podem revelar?


Antes de tudo, é importante que você saiba que a iridologia não é utilizada para diagnosticar doenças. Esta é uma confusão bastante comum. Para investigar e determinar quais doenças já estão instaladas no organismo, existem os exames.


Sendo assim, a irisdiagnose (nome do processo de leitura realizado pela iridologia) pode assumir outras funções:


  • identificar fragilidades em nosso organismo e prevenir que doenças se instalem;

  • atuar de forma complementar à medicina tradicional em caso de doenças já instaladas, potencializando o resultado dos tratamentos.


Se pensarmos em seu caráter preventivo, podemos dizer que a iridologia funciona tal qual uma bússola. Ela oferece orientações para ser possível chegar ao destino de forma segura.


Já parou para pensar na riqueza de poder apurar a predisposição de uma pessoa para determinada doença? E o melhor: ter condições de apontar caminhos para evitar que o quadro se agrave?


Veja este exemplo! Imagine que uma pessoa venha apresentando fadiga, falhas de memória, dores musculares, queda de cabelo, ganho de peso… Ou seja, alguns sintomas típicos de hipotiroidismo. Contudo, os exames falham em detectar qualquer disfunção na tireoide.


Mas em uma irisdiagnose, com certeza esses sintomas jamais passariam batido. Afinal, a íris revelaria todas essas disfunções, possibilitando o início do tratamento antes que a situação piore. Ou então, que a patologia se instale de vez.


Aplicações da iridologia


Agora que você já entendeu o real papel da iridologia, que tal conhecer exemplos de aplicação desta ferramenta?


Veja o que ela é capaz de identificar:


  • perfil comportamental e aspectos psicológicos

  • traumas emocionais

  • alterações orgânicas, nervosas, nutricionais e metabólicas

  • predisposição para determinadas doenças

  • progressão ou remissão de doenças

  • deficiências genéticas ou adquiridas, bem como transferência genética de aspectos físicos e comportamentais

  • órgãos em condição de maior fragilidade


Como funciona a leitura da nossa “janela da alma”?


A essa altura, talvez você esteja se perguntando: ok, mas como tudo isso é possível?


Bom, para começo de conversa, existe um fato peculiar, mas de grande relevância. Nossas íris são únicas, assim como as impressões digitais! Você já sabia disso? Na verdade, acredita-se que elas sejam ainda mais precisas que as próprias digitais no que se refere à identificação de uma pessoa.


Por isso, já temos aqui um ponto importante: se a íris é única, as informações que ela carrega também são. Tudo isso faz com que a avaliação do olho e os tratamentos sugeridos sejam extremamente personalizados.


E quanto a essa história de a íris carregar informações? Resumidamente, funciona assim: o olho está ligado diretamente ao sistema nervoso. Esta conexão permite que ele faça registros de alterações pelas quais o organismo passou ao longo do tempo. Essas “marcas” estão presentes, mais especificamente, na íris.


Portanto, cada sinal presente nesta região representa o registro de uma dessas mudanças. Anéis, textura, mudança de cor, pigmentação, pontos, fendas, raios: tudo isso é analisado durante a avaliação iridológica. E cada um desses elementos tem um significado, apontando desarmonias e patologias existentes, ou que estão por vir.





Mapa do olho


Outra particularidade da íris: nela estão representadas dezenas de órgãos e partes do corpo. Para identificar cada uma delas, o iridologista recorre a um mapa do olho, que funciona como uma referência.


Esta imagem apresenta um esquema da íris dividida em várias partes. Cada uma delas está relacionada a um órgão ou região do corpo. Há dois tipos de mapas: um é específico para as questões psíquicas; já o outro volta-se para desarmonias físicas.


Como é feita a análise?


Para fazer a avaliação é necessário utilizar um iridoscópio, que faz uma espécie de fotografia dos olhos. O instrumento pode ser adaptado a uma câmera ou celular, sendo capaz de explorar a região de forma bastante detalhada. Esse último método é utilizado nos atendimentos online!


Durante a análise, o iridologista também avalia a pupila (a parte preta e central dos olhos) e a esclera (parte branca). Mas é na íris que as principais informações se concentram, tanto as comportamentais, quanto as orgânicas.


E você supondo que as íris exibiam apenas aquele belo colorido dos olhos, hein!?



Quais os benefícios da iridologia?


Como vimos, a iridologia pode ser uma grande aliada na prevenção e no tratamento de doenças. A partir de suas observações, um iridologista tem condições de estabelecer a prioridade que deve ser dada a cada tratamento.


Além disso, o profissional pode sugerir tratamentos naturais e práticas integrativas, ou encaminhar o interagente para outros especialistas. Aliás, hoje em dia, muitos profissionais utilizam esta técnica como forma complementar à sua atuação, como terapeutas holísticos, nutricionistas, acupunturistas, psicólogos, naturopatas, homeopatas, entre outros.


Já citamos vários por aqui, mas veja esta lista com os principais benefícios da iridologia:


  • Proporciona autoconhecimento

  • Identifica causas de doenças, sintomas e mal-estar

  • Aponta patologias em potencial, ainda que exames tradicionais não consigam diagnosticá-las

  • Potencializa resultados quando associado à alopatia (medicina tradicional) ou tratamentos naturais

  • Rastreia órgãos mais frágeis que precisam de atenção imediata

  • Melhora o estado geral de saúde


A iridologia é confiável?


Embora seja uma técnica milenar e que evoluiu bastante graças ao avanço da tecnologia, ainda não há evidências científicas suficientes sobre sua eficácia, mas os estudos crescem principalmente no exterior.


Além do mais, como dissemos, a iridologia não faz diagnósticos. De toda forma, como vimos, ela aponta caminhos enquanto ferramenta complementar e preliminar, que pode auxiliar em diagnósticos futuros e quem é atendido percebe a diferença e a importância da técnica.


Com isso, não é difícil perceber como ela pode contribuir significativamente para um tratamento bem-sucedido.


Gostou de tudo o que a iridologia pode fazer pelo seu bem-estar físico e emocional?


Se você chegou até aqui, já sabe o que é iridologia, como ela funciona e seus principais benefícios. Agora, que tal experimentar o que esta ferramenta tem a oferecer?


Portanto, se você deseja se conhecer melhor, identificar as causas daquele desconforto físico ou emocional, ou obter melhores resultados em um tratamento, agende uma sessão! Ela pode ser online ou presencial. Te convido a descobrir de que forma seus olhos podem melhorar seu estado de saúde de forma integral!


32 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo