Buscar

Divórcio energético: é possível romper laços indesejados?

Atualizado: 7 de fev.

Você já se perguntou o quanto de energia investimos em nossos relacionamentos? Trocas energéticas estão presentes em todas as nossas relações. No entanto, algumas nos marcam de tal forma que acabam por nos manter conectadas a alguém com quem não desejamos mais ter qualquer ligação. Para estes casos, um divórcio energético pode ser realmente libertador!

Mas, talvez, você esteja se perguntando se é mesmo possível romper laços indesejados… Afinal, já se afastou daquela pessoa, deseja tocar a vida, quer se esquecer de toda dor e sofrimento que vivenciou no passado.

Contudo, o ex está sempre rondando seus pensamentos. Você até tenta seguir a vida, mas acaba atraindo novos relacionamentos tóxicos. Muda de emprego, mas percebe que está passando pelas mesmas situações angustiantes com o novo chefe, assim como no trabalho anterior.

Passa a crer que relacionamentos só causam dor, que não é boa profissional, que não consegue viver sozinha ou que não é merecedora de amor ou felicidade. Sente que está estagnada, por mais que se esforce, e passa a levar uma vida de mais sofrimento e frustração.

E a pergunta que fica é: mas por que isso acontece?

Se você está passando por uma situação como essa, saiba que tem, sim, explicação. E acredite, há solução também!



O que é divórcio energético?

O divórcio energético é uma ferramenta do Thetahealing capaz de desfazer laços e apegos não saudáveis entre duas pessoas, promovendo uma verdadeira limpeza e reorganização energética.

Como sabemos, estamos em constante troca de energia com quem nos relacionamos (amores, pais, filhos, amigos, empregadores, parentes), seja positiva ou negativamente. Para cada conexão, é criada uma espécie de cordão energético, que pode ser mais forte ou mais fraco, a depender do nível de afetividade desta relação.

No interior deste cordão podem circular energias positivas e de profundo amor. Mas quando ele é tomado por padrões e emoções negativas, pode desencadear sentimentos de medo, raiva, humilhação, e outros tantos, capazes de drenar a sua energia e a sua paz.

Por isso, realizar essa limpeza energética é tão importante, se deseja se sentir livre, saudável e realmente aberta para novas oportunidades.

Porém, enquanto esta forte conexão não é rompida, é possível que você se sinta presa a uma relação passada, por mais que já esteja separada fisicamente. Isso pode acontecer mesmo que você tenha a plena convicção de que aquela relação já não faz mais nenhum sentido.

Como consequência, pensamentos ou situações recorrentes em sua vida voltam a despertar os mesmos sentimentos de aflição provocados por alguém. Essa ligação, que não se desfaz tão facilmente, está relacionada aos fragmentos de alma que são trocados em uma relação.

O que é fragmento de alma?

Fragmentos de alma são frações de energia de um indivíduo retidas em você, ou uma parte da sua energia que foi deixada em outra pessoa. Portanto, se ainda se sente conectada com alguém, é bem possível que você esteja com um fragmento de alma desta pessoa, ou que ela esteja com um fragmento seu.

Vianna Stibal, canalizadora do Thetahealing, explica que fragmentos de alma são como pedaços da energia vital perdidos em encontros emocionais intensos. Caso a troca não seja positiva, pode drenar a energia da psique. Por isso, às vezes é tão difícil refazer a vida de maneira saudável.

Durante uma sessão de divórcio energético, a interagente é capaz de recuperar (e também de devolver) esses fragmentos de alma, promovendo uma limpeza energética.


Para quem a limpeza energética é indicada?

Não se engane! Não perdemos fragmentos de alma apenas em relações amorosas.

Sim, o divórcio energético é altamente recomendável em casos de términos difíceis, mas também apresenta excelentes resultados em outros tipos de relacionamento. Veja alguns exemplos:

  • pais e filhos

  • chefes e subordinados

  • amigos

  • relacionamentos tóxicos

  • parentes em geral


O que acontece depois do divórcio energético?

Após a recuperação dos fragmentos de alma, você será capaz de se livrar das crenças limitantes que absorveu de alguém e também da dor de experiências passadas. Assim, terá forças para romper de vez os laços indesejados e manifestar a vida que sempre quis.

Haverá, necessariamente, ruptura da relação?

Com o divórcio energético, você simplesmente vai recuperar a sua energia e devolver ao outro o que ele perdeu. Isso não significa, entretanto, que nunca mais terá contato com a outra pessoa.

Por isso, a técnica também pode ser benéfica para pessoas que ainda estabelecem uma relação no momento. A recuperação dos fragmentos de alma não leva, necessariamente, à ruptura deste relacionamento, mas pode levá-lo a outro patamar.

Isso acontece, pois, durante o processo, são liberadas somente as partes disfuncionais desta conexão, eliminando-se o que já não serve mais. Assim, livres do peso desta carga negativa, a interagente tem a oportunidade de decidir se continuar a relação é mesmo o melhor caminho.

O autoconhecimento e a autorresponsabilidade

É do filósofo grego Epiteto a seguinte afirmação: “não é o que acontece com você, mas como você reage a isso que importa”. Com isso, quero ressaltar, com muito amor, a parcela de autorresponsabilidade que perpassa todo processo de autoconhecimento.

Não seria diferente com o divórcio energético. A técnica favorece a tomada de consciência sobre as ligações negativas que formamos ao longo da vida. É, também, um caminho para que seja possível rompê-las.

No entanto, buscar a compreensão dos motivos que nos levaram a passar por determinadas situações e a atrair certas pessoas é fundamental. Afinal, nem tudo é sobre o outro, mas sim, sobre nós mesmas.

Por isso, mudar a percepção sobre o que nos acontece é primordial se quisermos aprender a reconhecer padrões, compreender nossos limites, atrair o que desejamos e nos manter protegidas, agora e no futuro.


Como fazer um divórcio energético?

Existem diferentes ferramentas capazes de realizar um divórcio energético. Uma delas - e que recomendo fortemente - é o Thetahealing. Durante a sessão, o terapeuta tem a chance de combinar diferentes técnicas para desfazer o vínculo energético entre duas pessoas.

Com a mente no estado theta, é possível acessar o inconsciente, onde estão guardados acontecimentos passados e também crenças limitantes. A interagente permanece consciente durante todo o processo, sendo capaz de autorizar e de responder a alguns comandos. Assim, é possível desfazer bloqueios, recuperar e devolver fragmentos de alma, desfazendo conexões tóxicas.

Se, ao ler este artigo, você sentiu que é o momento de se livrar de apegos, pactos inconscientes e ligações das quais deseja se libertar, conte comigo.

Com empatia e acolhimento, vamos juntas em busca daquilo que você deseja e merece. Uma vida mais leve, fluida, plena e de bem-estar. Tire suas dúvidas e agende sua sessão comigo!



71 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo